Dormir mal pode causar doenças


O bom sono é um sonho possível

O bom sono é um sonho possível

                Sono e o Sistema Imunológico

 

Atualmente existem várias doenças do sono subordinadas a uma classificação internacional que passa por revisões periódicas.

A sociedade e cultura atuais exigem uma condição permanente de adaptação constante frente aos inúmeros estímulos, gerando seres humanos cada vez mais estressados. O estresse compromete a qualidade do sono e ataca o sistema imunológico.

Outros fatores que diminuem a qualidade do sono:

  1. Questões dos grandes centros urbanos: poluição visual, sonora e ambiental, trânsito complicado, horários a cumprir em curto espaço de tempo, etc.,
  2. Alimentação desequilibrada como consumo de bebidas alcoólicas, cafeína e chás estimulantes em grande quantidade consumidos após as 16 horas, alimentos gordurosos, etc.,
  3. Hábitos de fast-food e obesidade;
  4. Uso indiscriminado de medicamentos para dormir, entre outros.

 

O quarto estágio do sono é onde ocorrem os reparos, preparando o corpo para o novo dia. Quando não ocorre essa fase de sono profundo devido a causas variadas, o sistema imunológico entra em alerta. O nível de ativação imunológica está ligado à saúde do indivíduo, ou seja, o nível baixo representa uma pessoa com menor sonolência e boa disposição.

Quando ocorre o sono reparador, o sistema imunológico não produz citocinas que afetam os estágios e a qualidade do sono; desta forma um sono de boa qualidade permitirá melhor funcionamento do sistema de defesa do organismo, realizando reparos e manutenção do corpo.

Então, cuide do físico, do psíquico e do emocional através de atividades prazerosas, alimentação leve nas horas que antecedem o sono, use o quarto somente para dormir evitando utilizar computador e assistir TV nesse ambiente. Esses cuidados fazem parte da higiene do sono – grupo de medidas que favorecem noites de sono reparador.

Durma bem e tenha boa saúde!

Saudações,

Rosana Rocha

 

 

 

ULTRALONGEVIDADE – PROGRAMA DE SETE PASSOS


ULTRALONGEVIDADE

 

ULTRALONGEVIDADE – PROGRAMA DE SETE PASSOS

O Dr. Mark Liponis, M.D., enumera em seu livro vários aspectos que contribuem para desacelerar o envelhecimento e relaciona esse processo às condições de nosso sistema imunológico.

O autor explica como funciona nosso sistema de defesa e ressalta que cabe a nós disciplinarmos nossa resposta imunológica.

O livro traz a curiosa história de Juan Ponce de León e sua busca pela fonte da juventude.

O Dr. Luponis refere que mesmo que a pessoa tenha peso ideal, se ela tiver a medida da cintura igual a dos quadris é considerado hiperatividade do sitema imunológico.

Esse é um dos itens que o estudioso enumera em seu teste para verificar a que velocidade a pessoa está envelhecendo, com base em pesquisas realizadas na área.

Outros fatores interessantes que fazem parte do teste são com relação ao uso de fio dental, presença de animais de estimação na infância, qualidade do sono, o hábito de cantarolar verbal ou mentalmente, o ato de contar piadas aos amigos, entre outros, somam pontos que podem ser vistos nos resultados descritos no livro.

Os 7 Passos

  1. Respirar corretamente;
  2. Comer adequadamente;
  3. Dormir satisfatoriamente;
  4. Exercer o hábito da dança;
  5. Manter o sentimento Amor por alguém ou por algo;
  6. Possuir um ambiente relaxante;
  7. Fortalecer corpo e mente almejando a paz.

Para cada passo é dedicado um capítulo do livro. Vale a pena conferir as ideias desse pesquisador que se baseou em evidências científicas para organizar esse programa de longevidade.

Fonte:

LIPONIS, Mark. Ultralongevidade, Saiba como equilibrar seu sistema imunológico  para desacelerar o ritmo do envelhecimento e viver mais e melhor. Rio de janeiro: Sextante, 2010. 266p.

 

Edição – Rosana Rocha