THE FAST DIET – A CIÊNCIA DO JEJUM


THE FAST DIET – A CIÊNCIA DO JEJUM

THE FAST DIET – A CIÊNCIA DO JEJUM

“Não comer durante períodos de tempo, ainda que curtos, desencadeia uma série dos chamados genes de reparação…” Explicação que o Dr. Valter Longo, estudioso do jejum há muito anos (Diretor do Longevity Institute – Universidade do Sul da Califórnia – realiza pesquisas sobre Longevidade e aborgagens sobre a prevenção de diabetes, câncer e doenças senis) – forneceu ao Dr. Mosley.

Sobre o Dr. Valter Longo

O Dr. Mosley, submeteu-se ao jejum, sob a orientação médica e científica do Dr. Longo. Este último segue a prática dos avós que habitam uma região no Sul da Itália, onde a população de idosos é alta: eles consomem muitos vegetais e poucas proteínas. A cada semestre, o Dr. Valter realiza um jejum com duração de vários dias.

Sobre os Jejuns Curtos

As pesquisas com jejuns curtos têm demonstrado que sua prática periódica cria mudanças que permanecem no corpo do indivíduo e combatem doenças e o envelhecimento.

Segundo alguns estudiosos da Dieta do Jejum, o fígado descansa nesse período de tempo em que o organismo não ingere alimento e acontece uma “faxina” que elimina toxinas.

“A beleza do jejum é que está tudo coordenado.”

Pesquisas sobre Hábitos Alimentares

O Dr. Mosley descreve em seu artigo sobre recente pesquisa americana, em que foi realizada comparação dos hábitos alimentares de crianças e adultos nos últimos 30 anos: as evidências apontaram que o tempo sem comer diminuiu.

Na década de 70, o intervalo médio entre as refeições era de 4h; atualmente o intervalo passou para 3 em 3 horas. Essa última prática – explica o Dr, Mosley, foi aprendida pelos apelos de consumo de aperitivos com apoio da comunidade médica, como prática de boa saúde para evitar a alta ingestão de gorduras e a fome.

Conclusão da Pesquisa

Para o pesquisador inglês, segundo esse estudo, a população ingere aproximadamente 180 calorias a mais na forma de lanches, acompanhados por bebidas e houve aumento da quantidade de alimentos nas refeições em comparação com 30 anos atrás.

Dessa forma, os pesquisadores atuais garantem que as refeições curtas que realizamos hoje não driblam a fome, só a estimulam.

Leia Amanhã

O Dr. Mosley era um incrédulo do Jejum, que ao perceber alterações de saúde e ganho de peso por volta de seus 50 anos, resolveu testar a Dieta do Jejum e constatou fatos interessantes que vamos conversar amanhã.

 

Leitura Recomendada

MOSLEY, Michael, SPENCER, Mimi. A Dieta dos 2 Dias. Perca peso, viva mais e melhor com o simples segredo da dieta intermitente. Tradução de Isabel Veríssimo.

 Edição – Rosana Rocha